NÚMERO DE EQUIPES QUE ATUAM NA ATENÇÃO BÁSICA DE SAÚDE AUMENTA EM 19 ESTADOS

São 42 Equipes de Saúde da Família, 865 Agentes Comunitários de Saúde, 95 Equipes de Saúde Bucal e 44 Núcleos de Apoio à Saúde da Família
 
O número de equipes de saúde que atua nos programas de Atenção Básica foi ampliado em 19 estados. O Ministério da Saúde autorizou a formação de 42 Equipes de Saúde da Família (ESF), 865 Agentes Comunitários de Saúde (ACS), 95 Equipes de Saúde Bucal (ESB) e 44 Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf) com o objetivo de facilitar o acesso da população à saúde pública. Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo são os estados beneficiados pelos programas.

Os valores repassados aos municípios para expansão das equipes fazem parte do Piso da Atenção Básica Variável, que prevê um incentivo que varia de R$ 85,5 mil a R$ 128,3 mil por Equipe de Saúde da Família e R$ 10 mil por Agentes Comunitários, ao ano.

As portarias 1.156, 1.157 e 1.159, que autorizam a liberação de recursos para os fundos municipais, foram publicadas no Diário Oficial da quarta-feira (18).
 
Investimentos

Os novos Núcleos de Apoio à Saúde da Família habilitados são constituídos por equipes multiprofissionais que trabalham vinculadas às Equipes de Saúde da Família. Nos núcleos, os profissionais desenvolvem atividades como consultas, discussões de casos e ações de educação permanente em saúde com a população. Atualmente, o País possui 1.783 núcleos. Os recursos são repassados do Fundo Nacional de Saúde para os fundos municipais de saúde. 

O Brasil Sorridente, que também integra o programa de Atenção Básica, será ampliado com a criação de 400 Centros de Especialidade Odontologia (CEO), além de apoio à aplicação de flúor na água pelas empresas de saneamento e a produção e aplicação de próteses totais ou parciais removíveis.

Atualmente, o Brasil conta com 21.700 equipes de Saúde Bucal. Os valores de custeio variam de acordo com a modalidade escolhida pelo gestor, que vão de R$ 26,7 mil por ano a R$ 35,7 mil.

Unidades de Saúde

Atualmente, o Brasil conta com 32.970 Equipes de Saúde da Família espalhadas por todo País. Equipes formadas por médicos, enfermeiros, técnicos ou auxiliares de enfermagem e até doze agentes Comunitários atuam nas unidades básicas de saúde e junto às comunidades. Esses profissionais são responsáveis pelo acompanhamento de um número definido de famílias, localizadas em uma área delimitada.

Essas equipes atuam com ações de promoção da saúde, prevenção, recuperação, reabilitação de doenças e manutenção da saúde desta comunidade. Hoje, existem mais de 253 mil agentes comunitários de saúde em todo Brasil.

Fonte: Portal Brasil / Ministério da Saúde